Como melhorar a técnica e eficiência no CrossFit – Parte I

Decorem isto: posições.

Não, não é o que estão a pensar, seus malandros… estamos a falar de coisas sérias – porém interessantes – para alguns, pelo menos.

7d81ebff902a8ce6093f5ab29c6b1e7a3ac3ea5cebe5269bedd4b2f6842f7526

Qualquer movimento é uma sequência de diferentes posições que, juntas, fazem sentido e nos levam de um ponto A a um ponto B. Se queremos um movimento o mais perfeito possível, então faz sentido que cada uma dessas posições sejam também elas o mais correctas possível.

how-to-snatch

Então, que posições são essas?

Podemos dar como exemplo o “Snatch”, um movimento olímpico em que é muito fácil ilustrar a importância das posições chave. Mas é só um exemplo, já que qualquer movimento, por muito básico que possa parecer, tem as suas posições chave e a sua técnica associada.

(cliquem sobre a imagem para ver com a resolução completa)

snatch seq FB

Sem entrar em detalhes técnicos, vou dar especial destaque à posição nº 4 – joelhos flectidos, tronco vertical, barra em contacto na zona da anca. Enquanto coach, é uma das posições que mais vejo os atletas falharem . Pode ser um indicador de que as posições prévias não foram as melhores, e é certo que será muito mais difícil atingir as posições seguintes como desejável.

Da próxima vez que pegarem numa barra (ou porque não em casa, com uma vassoura?) tentem recriar estas posições, uma a uma, e depois de bem assentes, tentem ligá-las.

Ou então, já sabem onde nos encontar. 🙂 Bons treinos, e fiquem atentos à parte II!

Posted in Uncategorized.

Deixe uma resposta